A política de concessão de vistos para entrada em território norte-americano é muito rigorosa. Além disso, dependendo das políticas de relacionamento internacional adotadas pelo governo, essas regras podem mudar, adotando critérios mais ou menos rigorosos. Mesmo os estudantes que pretendem freqüentar instituições norte-americanas devem providenciar uma série de documentos que permitam sua entrada legal no país.
O Brasil adota uma política de concessão de vistos com base no princípio da reciprocidade. Isso significa que nacionais de países que exigem vistos de cidadãos brasileiros para entrada em seus territórios também precisarão de visto para viajar ao Brasil. Pela atual legislação migratória brasileira (Lei 13.445/2017), a isenção de vistos somente poderá ser concedida pelas autoridades brasileiras, em bases recíprocas, por meio de entendimento bilateral sobre o assunto, ressalvadas as hipóteses do Decreto 9.731/2019. O Brasil possui entendimentos bilaterais sobre isenção de vistos com cerca de 90 países.
O Brasil adota uma política de concessão de vistos com base no princípio da reciprocidade. Isso significa que nacionais de países que exigem vistos de cidadãos brasileiros para entrada em seus territórios também precisarão de visto para viajar ao Brasil. Pela atual legislação migratória brasileira (Lei 13.445/2017), a isenção de vistos somente poderá ser concedida pelas autoridades brasileiras, em bases recíprocas, por meio de entendimento bilateral sobre o assunto, ressalvadas as hipóteses do Decreto 9.731/2019. O Brasil possui entendimentos bilaterais sobre isenção de vistos com cerca de 90 países.
Os vistos de não-imigrantes são destinados a cidadãos de outros países que estejam indo temporariamente para os EUA. O visto permite que você viaje a uma porta de entrada nos EUA (aeroporto, por exemplo) e solicite permissão de um funcionário do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna (DHS) para entrar nos Estados Unidos. Um visto não garante a entrada nos Estados Unidos.
O visto de estudante deve ser solicitado por pessoas que desejam estudar nos Estados Unidos por um período superior a 18 horas semanais. Este visto deve ser feito no Brasil mediante entrevista consulado americano após a matrícula na escola, e o visto será emitido, em regra, pelo período de duração do curso podendo chegar até 4 anos. Saiba mais sobre os tipos de visto de estudante.
Vai estudar durante 4 anos? Se você for fazer um curso de longa duração, deve mostrar indicações que seus anos adicionais serão cobertos também. O governo dos EUA não espera que você possa pagar todos os anos de educação imediatamente, mas espera que você mostre de onde virá o dinheiro. E claro, você não pode contar que vai arrumar um emprego no campus e arcar com as despesas para poder pagar os anos seguintes, mas sim, que tem recursos ou um responsável financeiro. O pai que recebe salário e vai poder te mandar o montante para fazer os pagamentos, por exemplo.
Teresa (Carmen Machi) ve apagarse Fuentejuela de Arriba, la pequeña aldea de la montaña donde ha vivido toda su vida. Pero el pueblo recibe una visita inesperada: en medio de la nieve aparece un desubicado grupo de africanos… cuya llegada conmociona la aldea. Teresa lo tiene claro: huidos de una situación de explotación a la que habían llegado engañados, los africanos quieren quedarse en España como sea… y esa puede ser la solución al problema de falta de habitantes en el pueblo. Con ayuda de sus amigos Jaime (Pepón Nieto), y el “Guiri” (Jon Kortajarena) decide ocultarlos y armar un plan. Poniendo patas arriba prejuicios y expectativas, los recién llegados y los habitantes locales trabajarán juntos para que su hogar continúe existiendo.
O Governo brasileiro tem identificado alguns casos de estrangeiros que procuram agências ilegais com a finalidade de constituir casamento com cidadãos brasileiros, para obtenção de visto para permanência no Brasil. Em caso de suspeitas de tentativa de imigração irregular, a Autoridade Consular poderá não conceder o visto, e o cidadão brasileiro que participe do referido esquema poderá ser punido por falsidade ideológica. Não deixe de ler a cartilha Casamentos por conveniência para maiores informações.
William Fish reúne-se regularmente com agentes de assuntos consulares dos EUA em Washington, D.C. e em embaixadas e consulados no exterior. Ele é presidente do Conselho Internacional de Educação de Washington (Washington International Education Council), que promove intercâmbios internacionais educativos. Ele pode ser contatado por email em wfish@washcouncil.org e no site www.washcouncil.org.
Podem também ser isentos de algumas taxas dos vistos concedidos para a realização de atividades de investigação, para beneficiários de bolsa de estudos, assim como para investigadores que possuam contrato de investigação assinado com um centro de investigação. Se for esse o seu caso, para solicitar o seu visto, clique aqui (mas só se for bolsista ou investigador contratado).
Qualquer pessoa que pretenda ir aos Estados Unidos para exercer uma função pré-combinada, treinamento ou pesquisa no âmbito de um programa aprovado oficialmente e patrocinado por uma instituição de ensino ou outra instituição sem fins lucrativos, precisa de um visto de intercambista (J-1). Solicitantes deste visto incluem estudantes de pós-graduação, estrangeiros graduados em medicina buscando pós-graduação e especialização em medicina, acadêmicos estrangeiros patrocinados por universidades como docentes temporários e alguns profissionais estagiários. Além disso, há vários programas de intercâmbio para jovens, como programas de emprego de verão, programas de estágio para universitários e programas au pair (veja a seção Au Pair abaixo).
O Brasil adota uma política de concessão de vistos com base no princípio da reciprocidade. Isso significa que nacionais de países que exigem vistos de cidadãos brasileiros para entrada em seus territórios também precisarão de visto para viajar ao Brasil. Pela atual legislação migratória brasileira (Lei 13.445/2017), a isenção de vistos somente poderá ser concedida pelas autoridades brasileiras, em bases recíprocas, por meio de entendimento bilateral sobre o assunto, ressalvadas as hipóteses do Decreto 9.731/2019. O Brasil possui entendimentos bilaterais sobre isenção de vistos com cerca de 90 países.
Você poderá desejar visitar ou entrar em contato com um dos escritórios de assessoria educacional do EducationUSA (órgão afiliado ao Departamento de Estado dos EUA) em seu país. Eles estão espalhados pelo mundo todo e uma lista deles se encontra aqui: https://educationusa.state.gov/find-advising-center. Os funcionários desses centros estão capacitados para oferecer orientação e explicar onde fazer o pagamento das taxas do visto e como agendar a sua entrevista.
Para avaliar a sua “intenção de voltar” ao país de origem, o agente consular fará uma série de perguntas sobre seus vínculos com seu país de origem e seus planos de estudo. Mais uma vez, será preciso comprovar para o agente consular que sua família tem capacidade de pagar pelo primeiro ano de sua estada nos Estados Unidos e que você tem planos realistas para financiar o restante de seu curso.
A política de concessão de vistos para entrada em território norte-americano é muito rigorosa. Além disso, dependendo das políticas de relacionamento internacional adotadas pelo governo, essas regras podem mudar, adotando critérios mais ou menos rigorosos. Mesmo os estudantes que pretendem freqüentar instituições norte-americanas devem providenciar uma série de documentos que permitam sua entrada legal no país.
Brasileiros que necessitem de informações sobre vistos para ingressar em outros países: acesse a Tabela de vistos para cidadãos brasileiros. Cabe ressaltar, que a tabela é meramente indicativa, uma vez que dados sobre vistos e entrada em outros países são matéria de decisão soberana dos Estados e podem mudar a qualquer momento, sem nenhum tipo de aviso prévio. Portanto, para uma informação definitiva sobre eventual necessidade de visto para entrada em territórios estrangeiros, recomenda-se contato direto com a Representação diplomática do país em questão. Dados de contato das Embaixadas e Consulados de outros países no Brasil estão disponíveis no Portal do Ministério das Relações Exteriores.
Estudar em Portugal é uma oportunidade não apenas para aprofundar o seu conhecimento numa das excelentes universidades existentes no país, ou mesmo começar a estudar algo novo que lhe interessa, mas também para desenvolver sua network profissional ou ainda para ter mais chances de contratação, caso deseje buscar uma oportunidade de emprego em Portugal.
No que toca à fase no Consulado ou Embaixada de Portugal, no caso de o processo estar bem instruído, a tramitação junto do Consulado leva em média entre 30 à 60 dias para estar concluído, com a respectiva decisão sobre o pedido formulado. Lembrando que processos mal formados e com documentação insuficiente podem levar muito mais tempo ou mesmo serem indeferidos. Por isso: atenção quanto à documentação e formulários!
O visto J-1, é popularmente conhecido nos programas de au pair ou work experience. Embora o intuito principal deste visto seja o trabalho, os portadores do visto J também podem estudar.O Visto J também é utilizado para programas de “trainee”, onde estudante graduados e com experiência na sua área de formação podem participam de um programa de treinamento passando por diversos setores dentro de uma empresa americana. Este visto não é vinculado com o formulário I-20, mas sim com o DS-2019.
International travellers whose sole objective for visiting India is recreation, sight seeing,casual visit to meet friends and relatives, attending a short term yoga programme,Short term courses on local languages, music, dance, arts & crafts, cooking, medicine etc. which should not be a formal or structured course/programme (courses not exceeding 6 months duration and not issued with a qualifying certificate/ diploma etc),Voluntary work of short duration (for a maximum period of one month, which do not involve any monetary payment or consideration of any kind in return), medical treatment including treatment under Indian systems of medicine, business purpose, as attendant to e-Medical visa holder, attending a conference/ seminar/ workshop organized by a Ministry or Department of the Government of India, State Governments or UT Administrations etc. & their subordinate/ attached organizations & PSUs and private conferences organized by private persons/companies/organizations.
e-Visa fee is country/Territory specific. Bank transaction charges of 2.5% will be charged additionally on applicable e-Visa fees. The fee must be paid at least 4 days before the expected date of travel otherwise application will not be processed. To know the fee applicable on your Country/Territory please Click here (for e-Tourist Visa) and for other e-Visa Click here.
In some rare scenarios it may happen where the application is not shown Payment successful page post completion of transaction, which may be due to a drop in connectivity leading to non-receipt of success response. If the applicant does not receive any success message even after card account has been charged, a refund shall be initiated after due reconciliation process to the applicants’ card account.
×