A categoria de visto de visitante de intercâmbio (J) é dada a pessoas aprovadas a participar em programas de visitantes de intercâmbio nos EUA, de acordo com a lei de imigração dos EUA. Isso quer dizer que antes que você possa solicitar um visto J junto à Embaixada ou Consulados, você precisa se candidatar, preencher os requisitos e ser aceito por um uma das categorias de Programas de Visitantes de Intercâmbio através de uma organização patrocinadora designada. Se você for aceito como participante no programa, o patrocinador vai lhe fornecer as informações e documentação necessárias para a solicitação de um visto J para entrar nos EUA.
O valor que você precisa ter vai depender da escola e do tipo de curso que você pretende fazer. Os valores mencionados acima, são o mínimo exigido pelo governo. No entanto, se o valor do seu programa, custar 3 vezes o sugerido acima, você precisa ter no mínimo o montante total do curso para fazer sua matrícula. Então, questione a escola para saber quanto você precisa! Se você for morar na opção de moradia da escola é provável que os valores dobrem devido aos custos do aluguel.
Solicitantes do visto J1, que têm impresso em seus formulários (DS-2019) o número do programa iniciando-se por G-1, G-2, G-3 ou G-7 e, portanto, que os qualificam com o Certificado de Elegibilidade para o status do visto J, bem como seus dependentes, não necessitam efetuar o pagamento de taxas de processamento de visto quando forem participantes de um programa patrocinado pelo Departamento de Estado, Agências Americanas de Desenvolvimento Internacional (USAID) ou programas de intercâmbio cultural e educacional financiados pelo governo dos Estados Unidos.
Grandes somas de dinheiro em contas bancárias poderão não ser provas suficientes de capacidade financeira. Ao fornecer informações sobre suas contas bancárias, peça a alguém do banco para escrever uma carta que diga quanto tempo a conta existe e o saldo médio dela nesse período. Isso deverá bastar para convencer o agente consular que você e sua família têm um relacionamento antigo e estável de negócios com o banco.
De acordo com os órgãos oficiais qualquer pessoa pode ser o responsável financeiro pela sua viagem. Mas aconselha-se que sejam os pais ou parente de primeiro grau. Note que cada caso é um caso. Tem família que o irmão paga a viagem, a vó que é a mãe de criação, ou ainda a empresa que está bancando o funcionário para estudar fora. No entanto, tem muita gente que transfere o dinheiro do amigo uns dias antes só para apresentar que tem recursos e infelizmente os bons pagam pelos ruins. Muitas vezes a imigração nem pede pra ver os extratos bancários, mas quando pede, a maioria dos vistos que são negados é devido aos recursos financeiros serem de um terceiro. 

Grandes somas de dinheiro em contas bancárias poderão não ser provas suficientes de capacidade financeira. Ao fornecer informações sobre suas contas bancárias, peça a alguém do banco para escrever uma carta que diga quanto tempo a conta existe e o saldo médio dela nesse período. Isso deverá bastar para convencer o agente consular que você e sua família têm um relacionamento antigo e estável de negócios com o banco.
Teresa (Carmen Machi) ve apagarse Fuentejuela de Arriba, la pequeña aldea de la montaña donde ha vivido toda su vida. Pero el pueblo recibe una visita inesperada: en medio de la nieve aparece un desubicado grupo de africanos… cuya llegada conmociona la aldea. Teresa lo tiene claro: huidos de una situación de explotación a la que habían llegado engañados, los africanos quieren quedarse en España como sea… y esa puede ser la solución al problema de falta de habitantes en el pueblo. Con ayuda de sus amigos Jaime (Pepón Nieto), y el “Guiri” (Jon Kortajarena) decide ocultarlos y armar un plan. Poniendo patas arriba prejuicios y expectativas, los recién llegados y los habitantes locales trabajarán juntos para que su hogar continúe existiendo.
Um outro site (https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/wait-times.html) poderá informar também sobre o tempo de espera para solicitar o visto em seu país. Requerentes internacionais de visto de estudante devem ter prioridade na embaixada ou consulado. Assim sendo, se o seu curso acadêmico for começar logo, deixe isso bem claro ao solicitar o visto.
O visto de visita será concedido ao nacional de outro país que viaje ao Brasil para estadas de até noventa dias, sem qualquer intuito imigratório ou de exercício de atividade remunerada, salvo a título de diária, ajuda de custo, cachê, pró-labore ou outras despesas com a viagem. O visto de visita poderá ser concedido para viagens com fins de turismo, negócios, trânsito, realização de atividades artísticas ou desportivas, estudo, trabalho voluntário, ou para participação em conferências, seminários, congressos ou reuniões, entre outras atividades, - desde que não haja recebimento de remuneração no Brasil e a estada não seja superior a noventa dias.  Para mais informações sobre o Visto de Visita, clique aqui.
Todos os solicitantes que desejam renovar seus vistos através da cidade de Porto Alegre,  o agendamento será realizado no CED – Centro de Entrega de Documentos. Os solicitantes deverão  trazer, além de todos os documentos referentes à sua solicitação de visto (incluindo o passaporte anterior com o visto válido ou vencido), uma foto 5×5 ou 5×7 seguindo as especificações contidas no seguinte site: https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/photos.html.
E se eu vendi meus bens para viajar? Se você recebeu a grana recentemente, anexe algo por escrito ou tenha a declaração mostrando a fonte do novo dinheiro. O objetivo é superar qualquer suspeita de que o dinheiro foi emprestado de um amigo para fazer a situação financeira ficar melhor do que é na realidade temporariamente. Mas não tem problema você pode ter vendido o carro pra pagar as despesas da viagem, por exemplo;
Numa altura em que a conjuntura económico-sócio-cultural vivida no Brasil se caracteriza pela instabilidade, são cada vez mais as famílias brasileiras a quererem um novo projeto de vida que passa, muitas vezes, por atravessar o oceano Atlântico e iniciar uma nova vida na porta da Europa: em Portugal. Neste sentido, sem dúvida que uma das melhores formas de recomeçar a vida em Portugal é através do estudo! Para isso é preciso obter um visto de estudante para Portugal.
No que toca à fase no Consulado ou Embaixada de Portugal, no caso de o processo estar bem instruído, a tramitação junto do Consulado leva em média entre 30 à 60 dias para estar concluído, com a respectiva decisão sobre o pedido formulado. Lembrando que processos mal formados e com documentação insuficiente podem levar muito mais tempo ou mesmo serem indeferidos. Por isso: atenção quanto à documentação e formulários!
Aqueles que procuram uma colocação profissional como au pair precisam solicitar um visto de intercâmbio (vistos J-1) através do patrocínio de um programa de intercâmbio aprovado e supervisionado pelo Escritório de Assuntos Educacionais e Culturais (Bureau of Educational and Cultural Affairs). Qualquer um que queira participar deste tipo de programa deve contatar a organização diretamente.
The e-Visa fee payment status updation may take up to 2 hours due to technical reasons/network delays. Before re-applying, the applicants are requested to wait for 2 hours for payment status updating, after final submission of the application form and payment of the fee. In cases, where e-Visa fee has been deducted but status is not updated, the applicants are advised to verify their payment status by clicking on 'Verify Payment/Pay Visa Fee' tab or by clicking on the link Verify Payment.
×