Você deverá apresentar todos os documentos exigidos, incluindo o I-20 ou DS-2019, o formulário DS-160 e o recibo de pagamento da taxa SEVIS. Você deverá levar também quaisquer documentos que comprovem como pagará pelo seus estudos e por que retornará ao seu país. Alguns exemplos de tais documentos são passaportes anteriores mostrando viagens ao exterior, holerites de pagamento, extratos bancários, documentos de família ou históricos escolares.
Todo cidadão estrangeiro que solicite vistos à Rede Consular brasileira poderá fazer elogios, críticas ou sugestões sobre os serviços prestados via Ouvidoria Consular. Seu feedback é muito importante para a constante avaliação dos nossos serviços, então não deixe de fazer seu comentário! Críticas de cidadãos que tiverem seus vistos negados serão recebidas e processadas apenas se tiverem o devido embasamento (em casos de mau atendimento, por exemplo). No entanto, críticas à Ouvidoria não poderão reverter a situação de seu visto.  
O Governo brasileiro tem identificado alguns casos de estrangeiros que procuram agências ilegais com a finalidade de constituir casamento com cidadãos brasileiros, para obtenção de visto para permanência no Brasil. Em caso de suspeitas de tentativa de imigração irregular, a Autoridade Consular poderá não conceder o visto, e o cidadão brasileiro que participe do referido esquema poderá ser punido por falsidade ideológica. Não deixe de ler a cartilha Casamentos por conveniência para maiores informações.
1. Em primeiro lugar, sua escola ou universidade te enviará um formulário confirmando sua aceitação em uma instituição autorizada pelo Serviço de Naturalização e Cidadania dos EUA (USCIS, na sigla em inglês) para matricular estudantes não imigrante (o formulário I-20 para o visto F-1 ou o formulário DS-2019 para o visto J-1). Você deverá ler e assinar esse formulário. 

1. Em primeiro lugar, sua escola ou universidade te enviará um formulário confirmando sua aceitação em uma instituição autorizada pelo Serviço de Naturalização e Cidadania dos EUA (USCIS, na sigla em inglês) para matricular estudantes não imigrante (o formulário I-20 para o visto F-1 ou o formulário DS-2019 para o visto J-1). Você deverá ler e assinar esse formulário.
Nacionais dos Estados signatários do Acordo de Residência do Mercosul (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) podem estabelecer residência temporária no Brasil, por meio de solicitação do Visto de Residência Temporária do Mercosul (VITEM XIII) ou, sem necessidade de visto, diretamente junto ao Ministério da Justiça, de acordo com os artigos pertinentes daquele acordo (internalizado pelo Decreto Presidencial 6.975/2009). Após 2 anos, a residência temporária poderá, cumpridos os requisitos previstos no referido decreto, ser transformada em residência por prazo indeterminado, procedimento que deverá ser realizado junto à Polícia Federal.
Não há um modelo único de carta-convite, mas alguns itens devem estar presentes, tais como: nome completo do interessado, nacionalidade, objetivo da viagem ao Brasil e prazo de estada. Essa carta deve ser autenticada em cartório brasileiro e o documento original enviado ao interessado, para que possa apresentá-lo à autoridade consular, no momento da solicitação do visto.
Para tirar o visto de estudante os valores precisam ser maiores, já que além de estudar, você precisa comprovar que tem condições de se manter durante o período que estiver nos Estados Unidos. Para fazer um cálculo básico e ter uma noção, pegue o valor da mensalidade, adicione o valor da moradia e do custo de vida mínimo, como transporte e alimentação. Quanto você tiver o valor mensal, multiplique pela quantidade de meses que pretende estudar.
The Brazilian government has identified a few cases of foreigners seeking illegal agencies in order to get married to Brazilian citizens, for purposes of obtaining a visa to stay in Brazil. In such cases, the visa will not be granted to the foreign citizen and the Brazilian citizen who took part in such scheme may be punished for fraudulent misrepresentation. Be sure to read the booklet Marriages of convenience (Casamentos por conveniência) for more information.
Já no caso de o estudante ir para os EUA cursar inglês para depois entrar em um "College" ou "University", a Embaixada ou Consulado Americano no Brasil podem exigir uma espécie de carta de admissão (conditional acceptance) da instituição que o estudante pretende cursar após concluir o curso de inglês. Nesta carta de admissão condicional, a própria instituição se compromete a aceitar o estudante em uma data posterior, caso o aluno complete seu curso de inglês de forma satisfatória. Nesse caso, o aluno também precisará de um formulário I-20 encaminhado pela escola de inglês para obter seu visto.
O visto de estudante deve ser solicitado por pessoas que desejam estudar nos Estados Unidos por um período superior a 18 horas semanais. Este visto deve ser feito no Brasil mediante entrevista consulado americano após a matrícula na escola, e o visto será emitido, em regra, pelo período de duração do curso podendo chegar até 4 anos. Saiba mais sobre os tipos de visto de estudante.

Não é preciso ser expert em matemática pra fazer este cálculo. Se você vai viajar com mais pessoas e na teoria é o responsável financeiro por elas. Precisará cobrir não só as suas próprias despesas, mas as do seu cônjuge e filhos. Portanto, uma conta simples é o valor sugerido para o período do curso que você quer fazer, mais as despesas de viagem – como transporte/ moradia e alimentação X o número de pessoas que vão te acompanhar durante a viagem!
É importante lembrar que, os estudantes estrangeiros não têm autorização do governo para trabalhar fora do Campus da universidade. Apenas depois de um ano acadêmico, o aluno poderá trabalhar até 20h dentro do Campus. Entretanto, a remuneração referente a esse tipo de trabalho não é considerada suficiente para custear os estudos (saiba mais sobre possibilidade de trabalho nos Estados Unidos clicando aqui). 

Brasileiros que necessitem de informações sobre vistos para ingressar em outros países: acesse a Tabela de vistos para cidadãos brasileiros. Cabe ressaltar, que a tabela é meramente indicativa, uma vez que dados sobre vistos e entrada em outros países são matéria de decisão soberana dos Estados e podem mudar a qualquer momento, sem nenhum tipo de aviso prévio. Portanto, para uma informação definitiva sobre eventual necessidade de visto para entrada em territórios estrangeiros, recomenda-se contato direto com a Representação diplomática do país em questão. Dados de contato das Embaixadas e Consulados de outros países no Brasil estão disponíveis no Portal do Ministério das Relações Exteriores.
A política de concessão de vistos para entrada em território norte-americano é muito rigorosa. Além disso, dependendo das políticas de relacionamento internacional adotadas pelo governo, essas regras podem mudar, adotando critérios mais ou menos rigorosos. Mesmo os estudantes que pretendem freqüentar instituições norte-americanas devem providenciar uma série de documentos que permitam sua entrada legal no país.
O valor que você precisa ter vai depender da escola e do tipo de curso que você pretende fazer. Os valores mencionados acima, são o mínimo exigido pelo governo. No entanto, se o valor do seu programa, custar 3 vezes o sugerido acima, você precisa ter no mínimo o montante total do curso para fazer sua matrícula. Então, questione a escola para saber quanto você precisa! Se você for morar na opção de moradia da escola é provável que os valores dobrem devido aos custos do aluguel.
Itamaraty (the Ministry of Foreign Affairs) is the body of the Brazilian government responsible for granting visas, which occurs through the Embassies, General Consulates, Consulates and Vice consulates of Brazil abroad. Take note that the Brazilian visa will never be granted in Brazilian territory. Therefore, it is not possible to obtain your visa in airports, ports of entry or any other point of the Brazilian border. Itamaraty and the Federal Police (agency responsible for immigration control in Brazilian borders) cannot and will not authorize the entry of foreign nationals who do not have the proper visa.
Teresa (Carmen Machi) ve apagarse Fuentejuela de Arriba, la pequeña aldea de la montaña donde ha vivido toda su vida. Pero el pueblo recibe una visita inesperada: en medio de la nieve aparece un desubicado grupo de africanos… cuya llegada conmociona la aldea. Teresa lo tiene claro: huidos de una situación de explotación a la que habían llegado engañados, los africanos quieren quedarse en España como sea… y esa puede ser la solución al problema de falta de habitantes en el pueblo. Con ayuda de sus amigos Jaime (Pepón Nieto), y el “Guiri” (Jon Kortajarena) decide ocultarlos y armar un plan. Poniendo patas arriba prejuicios y expectativas, los recién llegados y los habitantes locales trabajarán juntos para que su hogar continúe existiendo.
No que toca à fase no Consulado ou Embaixada de Portugal, no caso de o processo estar bem instruído, a tramitação junto do Consulado leva em média entre 30 à 60 dias para estar concluído, com a respectiva decisão sobre o pedido formulado. Lembrando que processos mal formados e com documentação insuficiente podem levar muito mais tempo ou mesmo serem indeferidos. Por isso: atenção quanto à documentação e formulários!

O agente consular precisa saber quais são os seus objetivos específicos, tanto acadêmicos quantos profissionais, para ir estudar nos Estados Unidos. Esteja preparado para explicar por que é melhor estudar a sua área específica nos Estados Unidos do que em seu país. Esteja preparado para dizer exatamente o que vai estudar e para qual carreira seu estudos nos EUA irão prepará-lo. Fale calmamente sobre seus planos educativos e de forma clara e objetiva.


Nacionais dos Estados signatários do Acordo de Residência do Mercosul (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) podem estabelecer residência temporária no Brasil, por meio de solicitação do Visto de Residência Temporária do Mercosul (VITEM XIII) ou, sem necessidade de visto, diretamente junto ao Ministério da Justiça, de acordo com os artigos pertinentes daquele acordo (internalizado pelo Decreto Presidencial 6.975/2009). Após 2 anos, a residência temporária poderá, cumpridos os requisitos previstos no referido decreto, ser transformada em residência por prazo indeterminado, procedimento que deverá ser realizado junto à Polícia Federal.
The Brazilian government has identified a few cases of foreigners seeking illegal agencies in order to get married to Brazilian citizens, for purposes of obtaining a visa to stay in Brazil. In such cases, the visa will not be granted to the foreign citizen and the Brazilian citizen who took part in such scheme may be punished for fraudulent misrepresentation. Be sure to read the booklet Marriages of convenience (Casamentos por conveniência) for more information.
Qualquer pessoa que pretenda ir aos Estados Unidos para exercer uma função pré-combinada, treinamento ou pesquisa no âmbito de um programa aprovado oficialmente e patrocinado por uma instituição de ensino ou outra instituição sem fins lucrativos, precisa de um visto de intercambista (J-1). Solicitantes deste visto incluem estudantes de pós-graduação, estrangeiros graduados em medicina buscando pós-graduação e especialização em medicina, acadêmicos estrangeiros patrocinados por universidades como docentes temporários e alguns profissionais estagiários. Além disso, há vários programas de intercâmbio para jovens, como programas de emprego de verão, programas de estágio para universitários e programas au pair (veja a seção Au Pair abaixo).
Se seu visto for negado, pode ser que ainda haja uma maneira de reverter a situação. Você poderá solicitar uma revisão da decisão. Na maioria das vezes, você terá que fornecer documentos extras que não foram apresentados com o pedido inicial. Em alguns casos, o agente consular poderá pedir documentos adicionais como comprovante de emprego ou que seja proprietário de um imóvel ou dono de um negócio. Você deverá fornecer todos os documentos extras que forem solicitados.
O visto de estudante deve ser solicitado por pessoas que desejam estudar nos Estados Unidos por um período superior a 18 horas semanais. Este visto deve ser feito no Brasil mediante entrevista consulado americano após a matrícula na escola, e o visto será emitido, em regra, pelo período de duração do curso podendo chegar até 4 anos. Saiba mais sobre os tipos de visto de estudante.
Um outro site (https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/wait-times.html) poderá informar também sobre o tempo de espera para solicitar o visto em seu país. Requerentes internacionais de visto de estudante devem ter prioridade na embaixada ou consulado. Assim sendo, se o seu curso acadêmico for começar logo, deixe isso bem claro ao solicitar o visto.
Numa altura em que a conjuntura económico-sócio-cultural vivida no Brasil se caracteriza pela instabilidade, são cada vez mais as famílias brasileiras a quererem um novo projeto de vida que passa, muitas vezes, por atravessar o oceano Atlântico e iniciar uma nova vida na porta da Europa: em Portugal. Neste sentido, sem dúvida que uma das melhores formas de recomeçar a vida em Portugal é através do estudo! Para isso é preciso obter um visto de estudante para Portugal.

The visit visa will be issued to foreigners traveling to Brazil for staying up to 90 days without purposes of immigration or the exercise of paid activity (daily allowances, artistic paychecks, compensation or other travel expenses are allowed). Visit visas can be granted for those traveling for tourism, business, transit, artistic or sports activities, study, volunteer work, or to attend to conferences, seminars or meetings, among other purposes - provided there is no remuneration in Brazil and the stay does not exceed 90 days.
SEVIS é a abreviação da sigla que significa Student and Exchange Visitor Information System. Trata-se de sistema utilizado por escolas, colleges e universidades e pela imigração para analizar e monitorar, as informações dos estudantes durante o período em que estiverem morando nos Estados Unidos. As escolas precisam ser conveniadas a este sistema para fornecer para o governo informações sobre seus alunos. Então quando você faltar, tiver tirando péssimas notas ou “sumir do mapa” a escola reporta tudo para a SEVIS e você pode ter seu I-20 cancelado e ser convidado a se retirar do país. O número SEVIS é tipo um tracking number seu enquanto for estudante. Mas e o que o I-20 tem haver com isto?
Qualquer pessoa que pretenda ir aos Estados Unidos para exercer uma função pré-combinada, treinamento ou pesquisa no âmbito de um programa aprovado oficialmente e patrocinado por uma instituição de ensino ou outra instituição sem fins lucrativos, precisa de um visto de intercambista (J-1). Solicitantes deste visto incluem estudantes de pós-graduação, estrangeiros graduados em medicina buscando pós-graduação e especialização em medicina, acadêmicos estrangeiros patrocinados por universidades como docentes temporários e alguns profissionais estagiários. Além disso, há vários programas de intercâmbio para jovens, como programas de emprego de verão, programas de estágio para universitários e programas au pair (veja a seção Au Pair abaixo).
Se alguém que não é da família for o responsável financeiro, o que é considerado muito estranho para a imigração, o ideal é que a pessoa escreva uma declaração explicando porque está disposta, é capaz, e quais as motivações para contribuir com a sua educação nos E.U.A.  A declaração deve mencionar que a pessoa entende que ela não é apenas um meio, mas se outras fontes falharem, ela será imediatamente responsável por pagar a totalidade da mensalidade, taxas e despesas.

Para tirar o visto de estudante os valores precisam ser maiores, já que além de estudar, você precisa comprovar que tem condições de se manter durante o período que estiver nos Estados Unidos. Para fazer um cálculo básico e ter uma noção, pegue o valor da mensalidade, adicione o valor da moradia e do custo de vida mínimo, como transporte e alimentação. Quanto você tiver o valor mensal, multiplique pela quantidade de meses que pretende estudar.
Podem também ser isentos de algumas taxas dos vistos concedidos para a realização de atividades de investigação, para beneficiários de bolsa de estudos, assim como para investigadores que possuam contrato de investigação assinado com um centro de investigação. Se for esse o seu caso, para solicitar o seu visto, clique aqui (mas só se for bolsista ou investigador contratado).
Solicitantes do visto J1, que têm impresso em seus formulários (DS-2019) o número do programa iniciando-se por G-1, G-2, G-3 ou G-7 e, portanto, que os qualificam com o Certificado de Elegibilidade para o status do visto J, bem como seus dependentes, não necessitam efetuar o pagamento de taxas de processamento de visto quando forem participantes de um programa patrocinado pelo Departamento de Estado, Agências Americanas de Desenvolvimento Internacional (USAID) ou programas de intercâmbio cultural e educacional financiados pelo governo dos Estados Unidos.
Numa altura em que a conjuntura económico-sócio-cultural vivida no Brasil se caracteriza pela instabilidade, são cada vez mais as famílias brasileiras a quererem um novo projeto de vida que passa, muitas vezes, por atravessar o oceano Atlântico e iniciar uma nova vida na porta da Europa: em Portugal. Neste sentido, sem dúvida que uma das melhores formas de recomeçar a vida em Portugal é através do estudo! Para isso é preciso obter um visto de estudante para Portugal.
No que toca à fase no Consulado ou Embaixada de Portugal, no caso de o processo estar bem instruído, a tramitação junto do Consulado leva em média entre 30 à 60 dias para estar concluído, com a respectiva decisão sobre o pedido formulado. Lembrando que processos mal formados e com documentação insuficiente podem levar muito mais tempo ou mesmo serem indeferidos. Por isso: atenção quanto à documentação e formulários!

Preencha completamente e envie o formulário DS-160 on-line. Lembre-se de usar exatamente a mesma grafia e ordem de seu nome como consta no seu passaporte. Agora há uma pergunta adicional que exige que você informe suas contas de redes sociais, tais como Facebook. Em seguida, imprima o formulário preenchido e leve-o com você quando for para a entrevista do visto na Embaixada.


Technical information for e-visa: This site is best viewed in Mozilla Firefox,Google Chrome,Internet Explorer (Windows) version 9.0 and above.The applicant must also have Adobe Acrobat Reader version 7.0 or higher installed on your PC in order to download and print the completed application form. This website is compatible with Android and IOS devices.
Um outro site (https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/wait-times.html) poderá informar também sobre o tempo de espera para solicitar o visto em seu país. Requerentes internacionais de visto de estudante devem ter prioridade na embaixada ou consulado. Assim sendo, se o seu curso acadêmico for começar logo, deixe isso bem claro ao solicitar o visto.
e-Visa has 5 sub-categories viz. e-Tourist Visa(for 30 days/01 year/ 05 years) ,e-Business Visa, e-Medical Visa, e-Medical Attendant Visa and e-Conference Visa. A foreigner (other than those applying for e-Conference Visa) will be allowed to club activities permitted under these categories. Foreigners applying for e-Conference visa will be permitted to club the activities permitted under e-Tourist visa only (validity co-terminus with e-Conference Visa only i.e. 30 days). Only two e-Medical Attendant Visas will be granted against one e- Medical Visa.
SEVIS é a abreviação da sigla que significa Student and Exchange Visitor Information System. Trata-se de sistema utilizado por escolas, colleges e universidades e pela imigração para analizar e monitorar, as informações dos estudantes durante o período em que estiverem morando nos Estados Unidos. As escolas precisam ser conveniadas a este sistema para fornecer para o governo informações sobre seus alunos. Então quando você faltar, tiver tirando péssimas notas ou “sumir do mapa” a escola reporta tudo para a SEVIS e você pode ter seu I-20 cancelado e ser convidado a se retirar do país. O número SEVIS é tipo um tracking number seu enquanto for estudante. Mas e o que o I-20 tem haver com isto?
SEVIS é a abreviação da sigla que significa Student and Exchange Visitor Information System. Trata-se de sistema utilizado por escolas, colleges e universidades e pela imigração para analizar e monitorar, as informações dos estudantes durante o período em que estiverem morando nos Estados Unidos. As escolas precisam ser conveniadas a este sistema para fornecer para o governo informações sobre seus alunos. Então quando você faltar, tiver tirando péssimas notas ou “sumir do mapa” a escola reporta tudo para a SEVIS e você pode ter seu I-20 cancelado e ser convidado a se retirar do país. O número SEVIS é tipo um tracking number seu enquanto for estudante. Mas e o que o I-20 tem haver com isto?
Itamaraty (the Ministry of Foreign Affairs) is the body of the Brazilian government responsible for granting visas, which occurs through the Embassies, General Consulates, Consulates and Vice consulates of Brazil abroad. Take note that the Brazilian visa will never be granted in Brazilian territory. Therefore, it is not possible to obtain your visa in airports, ports of entry or any other point of the Brazilian border. Itamaraty and the Federal Police (agency responsible for immigration control in Brazilian borders) cannot and will not authorize the entry of foreign nationals who do not have the proper visa.
Numa altura em que a conjuntura económico-sócio-cultural vivida no Brasil se caracteriza pela instabilidade, são cada vez mais as famílias brasileiras a quererem um novo projeto de vida que passa, muitas vezes, por atravessar o oceano Atlântico e iniciar uma nova vida na porta da Europa: em Portugal. Neste sentido, sem dúvida que uma das melhores formas de recomeçar a vida em Portugal é através do estudo! Para isso é preciso obter um visto de estudante para Portugal.

Se seu visto for negado, pode ser que ainda haja uma maneira de reverter a situação. Você poderá solicitar uma revisão da decisão. Na maioria das vezes, você terá que fornecer documentos extras que não foram apresentados com o pedido inicial. Em alguns casos, o agente consular poderá pedir documentos adicionais como comprovante de emprego ou que seja proprietário de um imóvel ou dono de um negócio. Você deverá fornecer todos os documentos extras que forem solicitados.
Para avaliar a sua “intenção de voltar” ao país de origem, o agente consular fará uma série de perguntas sobre seus vínculos com seu país de origem e seus planos de estudo. Mais uma vez, será preciso comprovar para o agente consular que sua família tem capacidade de pagar pelo primeiro ano de sua estada nos Estados Unidos e que você tem planos realistas para financiar o restante de seu curso.

A política de concessão de vistos para entrada em território norte-americano é muito rigorosa. Além disso, dependendo das políticas de relacionamento internacional adotadas pelo governo, essas regras podem mudar, adotando critérios mais ou menos rigorosos. Mesmo os estudantes que pretendem freqüentar instituições norte-americanas devem providenciar uma série de documentos que permitam sua entrada legal no país.


No exemplo da UC Berkeley, você precisa apresentar de $24 à $34 mil dependendo das opções de moradia. Se você for pro college, o modelo é parecido e você pode verificar os valores no site do college que pretende estudar. Esta informação, obrigatoriamente deve constar lá. Lembrando que os valores para residentes da Califórnia e estudantes internacionais são bem diferentes. O seu sempre será o maior 🙁
Já no caso de o estudante ir para os EUA cursar inglês para depois entrar em um "College" ou "University", a Embaixada ou Consulado Americano no Brasil podem exigir uma espécie de carta de admissão (conditional acceptance) da instituição que o estudante pretende cursar após concluir o curso de inglês. Nesta carta de admissão condicional, a própria instituição se compromete a aceitar o estudante em uma data posterior, caso o aluno complete seu curso de inglês de forma satisfatória. Nesse caso, o aluno também precisará de um formulário I-20 encaminhado pela escola de inglês para obter seu visto.
×