Todo cidadão estrangeiro que solicite vistos à Rede Consular brasileira poderá fazer elogios, críticas ou sugestões sobre os serviços prestados via Ouvidoria Consular. Seu feedback é muito importante para a constante avaliação dos nossos serviços, então não deixe de fazer seu comentário! Críticas de cidadãos que tiverem seus vistos negados serão recebidas e processadas apenas se tiverem o devido embasamento (em casos de mau atendimento, por exemplo). No entanto, críticas à Ouvidoria não poderão reverter a situação de seu visto.  
O Itamaraty é o órgão do Governo brasileiro responsável pela concessão de vistos, o que ocorre por meio das Embaixadas, Consulados-Gerais, Consulados e Vice-Consulados do Brasil no exterior. Vistos brasileiros jamais serão concedidos no território nacional. Sendo assim, não será possível obter seu visto em aeroportos, portos ou qualquer ponto de entrada da fronteira brasileira. Da mesma forma, o Itamaraty e a Polícia Federal (órgão responsável pelo controle migratório nas fronteiras brasileiras) não poderão autorizar a entrada de cidadãos estrangeiros sem o visto adequado.
Estudantes de escolas técnicas: Os estudantes matriculados em escolas técnicas recebem o visto M. Porém é importante lembrar que, caso o estudante entre no país com um visto M e depois decida se transferir para um "College", "University" ou curso intensivo de inglês, sob hipótese alguma será possível mudar o visto de M para F. Entretanto, caso a opção do estudante for a inversa, ou seja, entrar nos Estados Unidos com um visto F e mudar para o M, o procedimento é possível desde que o ele solicite sua transferência para uma escola técnica.

Recent front facing photograph with white background and photo page of Passport containing personal details like name, date of birth, nationality, expiry date etc are to be uploaded mandatorily by the applicant. Additionally one more document depending upon the e-Visa type would also be required to be uploaded. The application is liable to be rejected if the uploaded documents and photograph are not clear / as per specification.
SEVIS é a abreviação da sigla que significa Student and Exchange Visitor Information System. Trata-se de sistema utilizado por escolas, colleges e universidades e pela imigração para analizar e monitorar, as informações dos estudantes durante o período em que estiverem morando nos Estados Unidos. As escolas precisam ser conveniadas a este sistema para fornecer para o governo informações sobre seus alunos. Então quando você faltar, tiver tirando péssimas notas ou “sumir do mapa” a escola reporta tudo para a SEVIS e você pode ter seu I-20 cancelado e ser convidado a se retirar do país. O número SEVIS é tipo um tracking number seu enquanto for estudante. Mas e o que o I-20 tem haver com isto?
Solicitantes do visto J1, que têm impresso em seus formulários (DS-2019) o número do programa iniciando-se por G-1, G-2, G-3 ou G-7 e, portanto, que os qualificam com o Certificado de Elegibilidade para o status do visto J, bem como seus dependentes, não necessitam efetuar o pagamento de taxas de processamento de visto quando forem participantes de um programa patrocinado pelo Departamento de Estado, Agências Americanas de Desenvolvimento Internacional (USAID) ou programas de intercâmbio cultural e educacional financiados pelo governo dos Estados Unidos.
In some rare scenarios it may happen where the application is not shown Payment successful page post completion of transaction, which may be due to a drop in connectivity leading to non-receipt of success response. If the applicant does not receive any success message even after card account has been charged, a refund shall be initiated after due reconciliation process to the applicants’ card account.
O valor que você precisa ter vai depender da escola e do tipo de curso que você pretende fazer. Os valores mencionados acima, são o mínimo exigido pelo governo. No entanto, se o valor do seu programa, custar 3 vezes o sugerido acima, você precisa ter no mínimo o montante total do curso para fazer sua matrícula. Então, questione a escola para saber quanto você precisa! Se você for morar na opção de moradia da escola é provável que os valores dobrem devido aos custos do aluguel.
A categoria de visto de visitante de intercâmbio (J) é dada a pessoas aprovadas a participar em programas de visitantes de intercâmbio nos EUA, de acordo com a lei de imigração dos EUA. Isso quer dizer que antes que você possa solicitar um visto J junto à Embaixada ou Consulados, você precisa se candidatar, preencher os requisitos e ser aceito por um uma das categorias de Programas de Visitantes de Intercâmbio através de uma organização patrocinadora designada. Se você for aceito como participante no programa, o patrocinador vai lhe fornecer as informações e documentação necessárias para a solicitação de um visto J para entrar nos EUA.
Numa altura em que a conjuntura económico-sócio-cultural vivida no Brasil se caracteriza pela instabilidade, são cada vez mais as famílias brasileiras a quererem um novo projeto de vida que passa, muitas vezes, por atravessar o oceano Atlântico e iniciar uma nova vida na porta da Europa: em Portugal. Neste sentido, sem dúvida que uma das melhores formas de recomeçar a vida em Portugal é através do estudo! Para isso é preciso obter um visto de estudante para Portugal.

As notas fazem uma diferença. Se elas forem abaixo da média, forneça uma explicação de como você pretende ser bem sucedido nos Estados Unidos. Uma carta de um diretor, professor ou da sua futura escola dos EUA dizendo que o seu curso lá é importante e explicando suas boas chances de sucesso, poderá ser útil. Se algumas circunstâncias especiais (tais como uma morte ou doença de familiares imediatos) contribuiram para suas notas ruins, peça para a escola explicar tais circunstâncias.
Estudantes de escolas técnicas: Os estudantes matriculados em escolas técnicas recebem o visto M. Porém é importante lembrar que, caso o estudante entre no país com um visto M e depois decida se transferir para um "College", "University" ou curso intensivo de inglês, sob hipótese alguma será possível mudar o visto de M para F. Entretanto, caso a opção do estudante for a inversa, ou seja, entrar nos Estados Unidos com um visto F e mudar para o M, o procedimento é possível desde que o ele solicite sua transferência para uma escola técnica.
A categoria de visto de visitante de intercâmbio (J) é dada a pessoas aprovadas a participar em programas de visitantes de intercâmbio nos EUA, de acordo com a lei de imigração dos EUA. Isso quer dizer que antes que você possa solicitar um visto J junto à Embaixada ou Consulados, você precisa se candidatar, preencher os requisitos e ser aceito por um uma das categorias de Programas de Visitantes de Intercâmbio através de uma organização patrocinadora designada. Se você for aceito como participante no programa, o patrocinador vai lhe fornecer as informações e documentação necessárias para a solicitação de um visto J para entrar nos EUA. 

SEVIS é a abreviação da sigla que significa Student and Exchange Visitor Information System. Trata-se de sistema utilizado por escolas, colleges e universidades e pela imigração para analizar e monitorar, as informações dos estudantes durante o período em que estiverem morando nos Estados Unidos. As escolas precisam ser conveniadas a este sistema para fornecer para o governo informações sobre seus alunos. Então quando você faltar, tiver tirando péssimas notas ou “sumir do mapa” a escola reporta tudo para a SEVIS e você pode ter seu I-20 cancelado e ser convidado a se retirar do país. O número SEVIS é tipo um tracking number seu enquanto for estudante. Mas e o que o I-20 tem haver com isto?
Os interessados também podem apresentar evidências de seus fortes vínculos com o Brasil (exemplos: carteira de trabalho, declaração de bens do imposto de renda de pessoa física, contracheques, certidões de casamento e nascimento, contrato social, extratos bancários, declarações escolares etc...) e comprovantes de que têm a intenção de deixar os Estados Unidos depois de sua visita temporária.
×