Você poderá desejar visitar ou entrar em contato com um dos escritórios de assessoria educacional do EducationUSA (órgão afiliado ao Departamento de Estado dos EUA) em seu país. Eles estão espalhados pelo mundo todo e uma lista deles se encontra aqui: https://educationusa.state.gov/find-advising-center. Os funcionários desses centros estão capacitados para oferecer orientação e explicar onde fazer o pagamento das taxas do visto e como agendar a sua entrevista.
Um estudante que pretenda frequentar uma universidade ou outra instituição acadêmica nos Estados Unidos deve requerer um visto de estudante (F-1). Aqueles que desejam  cursar  uma instituição profissional ou não-acadêmica precisam solicitar o visto não-acadêmico (M-1). As pessoas que possuirem visto de turismo (B-2) ou as pessoas que viajarem aos Estados Unidos utilizando o Visa Waiver Program (Programa de Isenção de Visto) não podem estudar em cursos de período integral. O visto de turista só pode ser usado para frequentar cursos de curta duração que não ofereçam crédito acadêmico ou profissional, como um curso de inglês de curta duração, por exemplo, Por favor, observe que o número de horas de aula não é um fator para determinar o tipo correto de visto. Para mais informações sobre visto de estudante, por favor clique aqui. Você pode também, entrar em contato com um dos escritórios do EducationUSA mais próximo de você para obter informações sobre como estudar em faculdades e universidades nos Estados Unidos.
É importante lembrar que, os estudantes estrangeiros não têm autorização do governo para trabalhar fora do Campus da universidade. Apenas depois de um ano acadêmico, o aluno poderá trabalhar até 20h dentro do Campus. Entretanto, a remuneração referente a esse tipo de trabalho não é considerada suficiente para custear os estudos (saiba mais sobre possibilidade de trabalho nos Estados Unidos clicando aqui).
As Leis de visto dos Estados Unidos proíbem qualquer portador de visto de turismo B-2, ou viajante isento de visto pelo Visa Waiver Program (Programa de Isenção de Visto), de trabalhar como au pair ou babá mesmo que somente em troca de hospedagem. A única exceção a esta regra é para babás e auxiliares que acompanhem um cidadão americano ou portador de visto de não-imigrante por um período temporário. Em tais circunstâncias, um visto de negócios B-1 é apropriado.
Note que por lei, as universidades e colleges precisam apresentar todos os valores publicamente, então no site de onde você pretende estudar, precisa estar claro os custo do ano acadêmico. Na foto abaixo, você pode verificar o exemplo que peguei no site da Universidade da Califórnia, que inclui quanto seria o montante se você morar no campus, em um apartamento fora da universidade e até mesmo, caso pretenda morar com um parente.
Todo cidadão estrangeiro que solicite vistos à Rede Consular brasileira poderá fazer elogios, críticas ou sugestões sobre os serviços prestados via Ouvidoria Consular. Seu feedback é muito importante para a constante avaliação dos nossos serviços, então não deixe de fazer seu comentário! Críticas de cidadãos que tiverem seus vistos negados serão recebidas e processadas apenas se tiverem o devido embasamento (em casos de mau atendimento, por exemplo). No entanto, críticas à Ouvidoria não poderão reverter a situação de seu visto.  
Se alguém que não é da família for o responsável financeiro, o que é considerado muito estranho para a imigração, o ideal é que a pessoa escreva uma declaração explicando porque está disposta, é capaz, e quais as motivações para contribuir com a sua educação nos E.U.A.  A declaração deve mencionar que a pessoa entende que ela não é apenas um meio, mas se outras fontes falharem, ela será imediatamente responsável por pagar a totalidade da mensalidade, taxas e despesas.
Já no caso de o estudante ir para os EUA cursar inglês para depois entrar em um "College" ou "University", a Embaixada ou Consulado Americano no Brasil podem exigir uma espécie de carta de admissão (conditional acceptance) da instituição que o estudante pretende cursar após concluir o curso de inglês. Nesta carta de admissão condicional, a própria instituição se compromete a aceitar o estudante em uma data posterior, caso o aluno complete seu curso de inglês de forma satisfatória. Nesse caso, o aluno também precisará de um formulário I-20 encaminhado pela escola de inglês para obter seu visto.

Os vistos de não-imigrantes são destinados a cidadãos de outros países que estejam indo temporariamente para os EUA. O visto permite que você viaje a uma porta de entrada nos EUA (aeroporto, por exemplo) e solicite permissão de um funcionário do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna (DHS) para entrar nos Estados Unidos. Um visto não garante a entrada nos Estados Unidos.


O formulário I-20 é um documento do Student and Exchange Visitor Program- SEVP, que as escolas autorizadas pelo governo podem emitir para os estudantes estrangeiros para confirmando que eles estão sob a responsabilidade delas e qualquer “desobediência” elas vão reportar a SEVIS. O formulário é o mais importante para a entrevista no consulado americano para o visto de estudante. Neste post explico sobre ele.
Study in the USA tem compartilhado oportunidades educacionais com estudantes internacionais por mais de 40 anos. Nós só trabalhamos com escolas credenciadas da mais alta qualidade e com parceiros de reputação impecável. StudyUSA+ ajuda os estudantes a se beneficiarem dessas oportunidades desde a descoberta até a matrícula, tudo isso em uma plataforma segura.
Se você está indo para os EUA para aprender inglês e depois fazer um curso de graduação, você terá que estar preparado para explicar o seu plano completo de estudos. Lembre-se que não basta dizer “por que é melhor estudar nos Estados Unidos”. Dê razões válidas para justificar por que isso será melhor para você. Os agentes consulares querem ouvir respostas diretas e honestas para as perguntas. Eles geralmente não veem com bons olhos os requerentes que dão respostas vagas, memorizam as respostas ou fazem comentários exagerados sobre as maravilhas e belezas dos Estados Unidos.

Foreigners who want to apply for a visa to travel to Brazil should contact the Brazilian Representations abroad to obtain more information about the subject. Click here to access the full list of the Brazilian Consular Network or here for contact information of the Immigration Division (DIM), the area responsible for coordinating the issuance of Brazilian visas abroad.
c) Visto de Cortesia: concedido a personalidades  e  autoridades estrangeiras em viagem não oficial ao Brasil; companheiros (as), independentemente de sexo, dependentes e outros familiares que  não  se  beneficiem  de  Visto Diplomático ou Oficial  por  reunião  familiar; trabalhadores domésticos de Missão estrangeira sediada no Brasil ou do Ministério das Relações Exteriores; artistas e desportistas estrangeiros que viajem ao Brasil para evento de caráter gratuito e eminentemente cultural.
O Governo brasileiro tem identificado alguns casos de estrangeiros que procuram agências ilegais com a finalidade de constituir casamento com cidadãos brasileiros, para obtenção de visto para permanência no Brasil. Em caso de suspeitas de tentativa de imigração irregular, a Autoridade Consular poderá não conceder o visto, e o cidadão brasileiro que participe do referido esquema poderá ser punido por falsidade ideológica. Não deixe de ler a cartilha Casamentos por conveniência para maiores informações.
O Governo brasileiro tem identificado alguns casos de estrangeiros que procuram agências ilegais com a finalidade de constituir casamento com cidadãos brasileiros, para obtenção de visto para permanência no Brasil. Em caso de suspeitas de tentativa de imigração irregular, a Autoridade Consular poderá não conceder o visto, e o cidadão brasileiro que participe do referido esquema poderá ser punido por falsidade ideológica. Não deixe de ler a cartilha Casamentos por conveniência para maiores informações.
Grandes somas de dinheiro em contas bancárias poderão não ser provas suficientes de capacidade financeira. Ao fornecer informações sobre suas contas bancárias, peça a alguém do banco para escrever uma carta que diga quanto tempo a conta existe e o saldo médio dela nesse período. Isso deverá bastar para convencer o agente consular que você e sua família têm um relacionamento antigo e estável de negócios com o banco.
Um outro site (https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/wait-times.html) poderá informar também sobre o tempo de espera para solicitar o visto em seu país. Requerentes internacionais de visto de estudante devem ter prioridade na embaixada ou consulado. Assim sendo, se o seu curso acadêmico for começar logo, deixe isso bem claro ao solicitar o visto. 

A política de concessão de vistos para entrada em território norte-americano é muito rigorosa. Além disso, dependendo das políticas de relacionamento internacional adotadas pelo governo, essas regras podem mudar, adotando critérios mais ou menos rigorosos. Mesmo os estudantes que pretendem freqüentar instituições norte-americanas devem providenciar uma série de documentos que permitam sua entrada legal no país.
Os interessados também podem apresentar evidências de seus fortes vínculos com o Brasil (exemplos: carteira de trabalho, declaração de bens do imposto de renda de pessoa física, contracheques, certidões de casamento e nascimento, contrato social, extratos bancários, declarações escolares etc...) e comprovantes de que têm a intenção de deixar os Estados Unidos depois de sua visita temporária.

Os interessados também podem apresentar evidências de seus fortes vínculos com o Brasil (exemplos: carteira de trabalho, declaração de bens do imposto de renda de pessoa física, contracheques, certidões de casamento e nascimento, contrato social, extratos bancários, declarações escolares etc...) e comprovantes de que têm a intenção de deixar os Estados Unidos depois de sua visita temporária.
A política de concessão de vistos para entrada em território norte-americano é muito rigorosa. Além disso, dependendo das políticas de relacionamento internacional adotadas pelo governo, essas regras podem mudar, adotando critérios mais ou menos rigorosos. Mesmo os estudantes que pretendem freqüentar instituições norte-americanas devem providenciar uma série de documentos que permitam sua entrada legal no país.
1. Em primeiro lugar, sua escola ou universidade te enviará um formulário confirmando sua aceitação em uma instituição autorizada pelo Serviço de Naturalização e Cidadania dos EUA (USCIS, na sigla em inglês) para matricular estudantes não imigrante (o formulário I-20 para o visto F-1 ou o formulário DS-2019 para o visto J-1). Você deverá ler e assinar esse formulário.
The e-Visa fee payment status updation may take up to 2 hours due to technical reasons/network delays. Before re-applying, the applicants are requested to wait for 2 hours for payment status updating, after final submission of the application form and payment of the fee. In cases, where e-Visa fee has been deducted but status is not updated, the applicants are advised to verify their payment status by clicking on 'Verify Payment/Pay Visa Fee' tab or by clicking on the link Verify Payment.
Se você retornará para seu país para fazer um curso universitário após estudar inglês nos Estados Unidos, traga um documento que comprove que a sua condição de estudante em seu país. Uma carta de um professor universitário apoiando seu plano de estudo poderá ser útil. Jovens de todo o mundo quase sempre não têm certeza sobre seus planos futuros. Entretanto, na entrevista do visto, é melhor dar respostas definidas. Se você parecer incerto sobre o que pretende fazer, o agente consular poderá pensar que você, na realidade, quer ir aos Estados Unidos por outros motivos que não sejam sua educação.
Todos os solicitantes que desejam renovar seus vistos através da cidade de Porto Alegre,  o agendamento será realizado no CED – Centro de Entrega de Documentos. Os solicitantes deverão  trazer, além de todos os documentos referentes à sua solicitação de visto (incluindo o passaporte anterior com o visto válido ou vencido), uma foto 5×5 ou 5×7 seguindo as especificações contidas no seguinte site: https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas/visa-information-resources/photos.html.
Aqueles que procuram uma colocação profissional como au pair precisam solicitar um visto de intercâmbio (vistos J-1) através do patrocínio de um programa de intercâmbio aprovado e supervisionado pelo Escritório de Assuntos Educacionais e Culturais (Bureau of Educational and Cultural Affairs). Qualquer um que queira participar deste tipo de programa deve contatar a organização diretamente.
There is no single model for invitation letters, but some items are necessary, such as: complete name of the applicant, nationality, purpose of the trip and intended period of stay. The letter must be notarized in Brazil and the original document must be sent to the applicant, so that he or she may present it to the consular authority when applying for the visa.
Todo cidadão estrangeiro que solicite vistos à Rede Consular brasileira poderá fazer elogios, críticas ou sugestões sobre os serviços prestados via Ouvidoria Consular. Seu feedback é muito importante para a constante avaliação dos nossos serviços, então não deixe de fazer seu comentário! Críticas de cidadãos que tiverem seus vistos negados serão recebidas e processadas apenas se tiverem o devido embasamento (em casos de mau atendimento, por exemplo). No entanto, críticas à Ouvidoria não poderão reverter a situação de seu visto.  
O valor que você precisa ter vai depender da escola e do tipo de curso que você pretende fazer. Os valores mencionados acima, são o mínimo exigido pelo governo. No entanto, se o valor do seu programa, custar 3 vezes o sugerido acima, você precisa ter no mínimo o montante total do curso para fazer sua matrícula. Então, questione a escola para saber quanto você precisa! Se você for morar na opção de moradia da escola é provável que os valores dobrem devido aos custos do aluguel.
Os vistos de não-imigrantes são destinados a cidadãos de outros países que estejam indo temporariamente para os EUA. O visto permite que você viaje a uma porta de entrada nos EUA (aeroporto, por exemplo) e solicite permissão de um funcionário do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna (DHS) para entrar nos Estados Unidos. Um visto não garante a entrada nos Estados Unidos.

William Fish reúne-se regularmente com agentes de assuntos consulares dos EUA em Washington, D.C. e em embaixadas e consulados no exterior. Ele é presidente do Conselho Internacional de Educação de Washington (Washington International Education Council), que promove intercâmbios internacionais educativos. Ele pode ser contatado por email em wfish@washcouncil.org e no site www.washcouncil.org.


Estudar em Portugal é uma oportunidade não apenas para aprofundar o seu conhecimento numa das excelentes universidades existentes no país, ou mesmo começar a estudar algo novo que lhe interessa, mas também para desenvolver sua network profissional ou ainda para ter mais chances de contratação, caso deseje buscar uma oportunidade de emprego em Portugal.
Solicitantes do visto J1, que têm impresso em seus formulários (DS-2019) o número do programa iniciando-se por G-1, G-2, G-3 ou G-7 e, portanto, que os qualificam com o Certificado de Elegibilidade para o status do visto J, bem como seus dependentes, não necessitam efetuar o pagamento de taxas de processamento de visto quando forem participantes de um programa patrocinado pelo Departamento de Estado, Agências Americanas de Desenvolvimento Internacional (USAID) ou programas de intercâmbio cultural e educacional financiados pelo governo dos Estados Unidos.
Não é preciso ser expert em matemática pra fazer este cálculo. Se você vai viajar com mais pessoas e na teoria é o responsável financeiro por elas. Precisará cobrir não só as suas próprias despesas, mas as do seu cônjuge e filhos. Portanto, uma conta simples é o valor sugerido para o período do curso que você quer fazer, mais as despesas de viagem – como transporte/ moradia e alimentação X o número de pessoas que vão te acompanhar durante a viagem!
Todo cidadão estrangeiro que solicite vistos à Rede Consular brasileira poderá fazer elogios, críticas ou sugestões sobre os serviços prestados via Ouvidoria Consular. Seu feedback é muito importante para a constante avaliação dos nossos serviços, então não deixe de fazer seu comentário! Críticas de cidadãos que tiverem seus vistos negados serão recebidas e processadas apenas se tiverem o devido embasamento (em casos de mau atendimento, por exemplo). No entanto, críticas à Ouvidoria não poderão reverter a situação de seu visto.  

Foreigners who want to apply for a visa to travel to Brazil should contact the Brazilian Representations abroad to obtain more information about the subject. Click here to access the full list of the Brazilian Consular Network or here for contact information of the Immigration Division (DIM), the area responsible for coordinating the issuance of Brazilian visas abroad.
Os interessados também podem apresentar evidências de seus fortes vínculos com o Brasil (exemplos: carteira de trabalho, declaração de bens do imposto de renda de pessoa física, contracheques, certidões de casamento e nascimento, contrato social, extratos bancários, declarações escolares etc...) e comprovantes de que têm a intenção de deixar os Estados Unidos depois de sua visita temporária. 
×